fbpx

As dificuldades dos alunos

Com o início da quarentena em março de 2020, tivemos que nos adaptar às pressas a uma nova rotina que envolveria muito mais ferramentas tecnológicas do que contato humano.

Sabemos bem que existem alunos com dificuldade de aprendizagem tradicional em sala de aula, que precisam de tempo adicional para completar as tarefas e que se sentem desmotivados. Essas dificuldades reverberaram mais alto remotamente.

Do outro lado temos os que possuem habilidades tecnológicas naturalmente: entram em sites; fazem pesquisas por conta própria; acompanham seus youtubers favoritos – Eles são um caso à parte.

women, model, people, girl, photography, learning, classroom, student, class, homework, room, writing instrument accessory, writing, tutor, education, test, conversation, job, leisure, sitting, course, child, Free Images In PxHere

Photo by Q000024 from PxHere

Quais as causas e como ajudar?

De início, nunca podemos assumir que o problema seja somente um: Podem haver uma junção destes, como TDAH (muito mais comum do que se imagina), dislexia, bem como problemas familiares, que fazem com que o estudante fique preocupado em excesso e não consiga se concentrar nos estudos.

Foi pensando nesse problema que trouxemos algumas dicas para te ajudar nas suas aulas, seja você pai, professor, coordenador ou diretor:

 

1. Use a Técnica de Chunking

De acordo com o psicólogo de Harvard George Miller, as pessoas só conseguem lidar com cinco a nove informações por vez. Chunking, no entanto, é uma técnica de aprendizado que permite que você aproveite a memória de longo prazo e lide com mais conceitos.

Os professores podem ajudar os alunos no processo de aprendizagem, dividindo as aulas em pequenos blocos que se complementam. Cada bloco deve fazer referência ao material dos anteriores para conectar os conceitos e utilizar a repetição.

Por exemplo, se os alunos devem ler um longo capítulo do livro didático como dever de casa, você pode dividi-lo em partes pequenas e terminar cada uma com uma tarefa em que o aluno resume o que leram. Depois de ler o capítulo inteiro, peça para que releiam cada resumo.

2. Organize as informações visualmente

Muitos alunos com dificuldades de aprendizagem processam as informações visualmente. Professores e pais podem usar essas habilidades para compreender as lições. Por exemplo, depois de ler um capítulo de um livro, peça ao aluno que faça um desenho representando o que leram.

 

3. Apelo a vários sentidos

Para melhorar a compreensão e retenção ao estudar, incorpore várias técnicas.

Para alunos que aprendem visualmente ou em áudio, você pode inserir na aula vídeos curtos com diferentes técnicas:

  • Usando rimas
  • Músicas ou jingles
  • Desenhos animados
  • Representações visuais 3D
  • Animações fotográficas

Na plataforma SacaSó, escolas e pais contam com um acervo de mais de 2.100 videoclipes educativos dos mais variados formatos, produzidos por especialistas com a finalidade de fixar o conteúdo apresentado de uma forma leve e prática, nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Arte e Educação Física.

Para alunos cinestésicos , você pode sugerir:

  • Aulas de pintura a dedo
  • quebra-cabeças
  • Modelagem de objetos ou desenhos em argila
 

4. Ofereça reforço online

Fora do horário de aula, o reforço online pode ajudar os alunos a fixar a compreensão do conteúdo. Antes da reunião ocorrer, os alunos podem fazer download ou upload de materiais, incluindo questionários, testes e trabalhos de casa. O professor ou pode então revisá-los e trazer quaisquer itens adicionais que possam ser úteis.

Com uma aula de reforço personalizada, os alunos podem fazer perguntas e receber o retorno que atenda às suas necessidades específicas. Apesar das aulas estarem ocorrendo no computador, as crianças ainda podem usar o chat de texto, escrever em um quadro branco virtual ou compartilhar sua tela.

Todos os recursos tecnológicos citados estão disponíveis na plataforma SacaSó para poupar tempo de planejamento dos professores e coordenadores, bem como para ajudar os alunos com suas dificuldades de aprendizagem.

Com uma aula de reforço personalizada, os alunos podem fazer perguntas e receber o retorno que atenda às suas necessidades específicas. Apesar das aulas estarem ocorrendo no computador, as crianças ainda podem usar o chat de texto, escrever em um quadro branco virtual ou compartilhar sua tela.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *