fbpx

6 PASSOS PARA UMA SUPER AULA REMOTA

Adaptado de wgu.edu

Antes de lecionar qualquer matéria online, a primeira coisa que pensamos é que será fácil. Achamos que devemos ensinar o mesmo conteúdo da mesma maneira de sempre. A única diferença é que as crianças estarão em casa.

Infelizmente as estratégias de ensino utilizadas em sala de aula não se adaptam nas aulas virtuais. Para envolver os alunos que estão a quilômetros de distância, é necessário um novo conjunto de estratégias de ensino.

Se você pretende dar ou já dá aulas online, aqui estão algumas estratégias que vão ajudar a envolver seus alunos, depois de criar uma comunidade de aprendizagem.

laptop, personal computer, product, electronic device, technology, gadget, netbook, computer, computer monitor, space bar, desktop computer, computer keyboard, desk, multimedia, display device, computer desk, output device, computer hardware, touchpad, coffee cup, personal computer hardware, table, drinkware, cup, audio equipment, tableware, computer accessory, input device, furniture, Free Images In PxHere

Photo by rawpixel.com from PxHere

1. Estabeleça sua presença imediatamente

Dê as boas-vindas aos seus alunos. Conte a eles algo sobre você – seus interesses, um livro que você está lendo no momento, uma série que você está assistindo. Pergunte aos alunos o que eles sabem sobre a disciplina que eles irão estudar e depois, em linhas gerais, explique o que é a disciplina e o que você espera que os alunos aprendam. Estabelecer uma comunidade desde o início ajudará os alunos a se sentirem bem-vindos.

2. Esteja disponível

Incentive seus alunos a te chamar caso precisem tirar dúvidas. Se um aluno está em crise ou precisa de uma ajuda, queira realmente ajudar. Estabeleça um horário a parte do horário de aula e diga aos alunos que você estará disponível para tirar dúvidas, caso precisem. Também é válido se envolver com seus alunos por meio de postagens online, fóruns ou redes sociais. É fácil dizer que está ausente online, mas uma boa comunicação ajuda os alunos a ver que você valoriza o envolvimento deles.

3. Use recursos online

 Há muito material online grátis, e você pode contar com esses recursos: Google Drive; Google Meet; Online Quiz Creator (ferramenta gratuita para criação de quizzes)  entre outros. A plataforma SacaSó, por exemplo, além de possuir todas as ferramentas citadas acima, ainda conta com mais de 2.100 videoclipes curtos com animações 3D, desenhos, animações fotográficas, jingles, – entre outros… – elaborados de uma maneira divertida, para que o aluno fixe o conteúdo com muito mais facilidade. Cada videoclipe trabalha alguma temática da BNCC, economizando tempo e energia dos professores.Você pode escolher um vídeo do acervo e a partir da temática abordada elaborar uma aula, propor uma reflexão ou até mesmo encaminhar uma avaliação.

4. Não dê tantas lições

Experimente passar menos lições e tente ser um pouco mais “gente como a gente”. Seja leve, surpreenda os alunos com um videoclipe rápido ou uma anedota. Conectar uma história, uma imagem ou um pouco de humor pode animar sua aula. Esperar o inesperado mantém as crianças engajadas, pois elas não esperam que a aula tenha algo parecido, consequentemente elas sentem-se agradecidas pelos esforços e por perceber que os professores estão também entrando no “universo” que elas tanto gostam e compreendem melhor.

5. Deixe suas atribuições claras

Os alunos podem achar confuso acessar e compreender as tarefas e anotações on-line, então torne mais fácil para eles saberem o que precisam fazer a cada semana, quando o trabalho deve ser feito e quanto isso conta para a nota final. Aqui duas dicas para essa organização: uma é elaborar um bom plano de aula que vai orientar os objetivos, conteúdo, estratégias, instrumentos de avaliação; a outra é usar, se possível, o Google Agenda, que é uma ferramenta que pode ser compartilhada e você pode ir dando alertas para auxiliar seus alunos.

6. Forneça feedback contínuo

O feedback é importante em todas as salas de aula, mas quando você está ensinando online, é outra maneira de estabelecer uma conexão pessoal com seus alunos. Oferecer feedback construtivo regularmente ajuda os alunos a identificar rapidamente comportamentos ou habilidades que precisam melhorar e também os faz sentir que fazem parte da comunidade de aprendizagem. Também é recomendável a criação de um fórum de discussão para que os alunos possam se orientar e apoiar uns aos outros.

Os alunos que fazem aulas on-line precisam se sentir conectados à classe, ao professor e aos colegas – não apenas para aprender, mas para aproveitar a experiência.

Envolver os alunos é fundamental

Ao começar o ensino online, lembre-se de que a primeira e a última coisa que você precisa fazer é manter os alunos envolvidos. O ensino online exige que repensemos não apenas como apresentaremos o material das aulas, mas como nos apresentaremos como professor(a). Quando os professores não conseguem olhar para o rosto dos alunos ou ler sua linguagem corporal, é tentador para eles se concentrar apenas no conteúdo e ignorar se os alunos estão se envolvendo com o material.

Felizmente, a tecnologia avançou e nós podemos nos conectar com nossos alunos e incentivá-los a participar das aulas – mesmo quando estão longe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *